Corinthians tenta reao, mas derrotado pelo Santos em jogo de 11 gols no Brasileiro Sub-17

A tarde do torcedor corinthiano foi bastante agitada pela equipe Sub-17 de futebol. Contra o Santos, o Timãozinho esteve em campo pelo Brasileiro Sub-17 em uma partida de 11 gols, mas foi derrotado por 6 a 5.

O Corinthians viu o Santos fazer 3 a 0 ainda no primeiro tempo e conseguiu um pequeno descontou no último lance da etapa inicial, indo para o intervalo perdendo por 3 a 1. No segundo tempo, o Timão tentou a reação e chegou ao segundo gol, mas logo foi freado pelos donos da casa.

O Santos chegou a abrir 6 a 2 no marcador e pareceu ter uma vantagem muito segura pela vitória. O Corinthians, por sua vez, não se entregou e buscou o resultado, mas não conseguiu o empate, sendo derrotado por um gol de diferença.

Agenda alvinegra: o Corinthians volta a entrar em campo no próximo dia 10. A equipe alvinegra visita o Barretos Futebol Clube, às 11h, pelo Paulista da categoria.

Escalação

O técnico Guilherme Dalla Déa optou por mandar o Corinthians a campo com Felipe; Caipira, André, Willian e Kaio; Gabriel Moscardo, João Victor, Adryan e Bahia; Juninho e Guilherme.

O jogo

Primeiro tempo

A partida começou com os donos da casa fazendo bastante pressão pela posse de bola e diminuindo os espaços corinthianos. Com menos de cinco minutos, Matheus Lima cobrou falta na entrada da área por cima da barreira e mandou a bola no canto esquerdo alto, mas Felipe Longo pulou e fez a defesa.

Pouco depois, foi a vez do Corinthians tentar o gol em duas boas oportunidades. Na primeira delas, o desvio de 5 de cabeça obrigou o goleiro adversário a fazer a defesa. Em seguida, a finalização de dentro da área passou raspando a trave, mas foi para fora.

A resposta santista foi rápida, mais efetiva e acabou em gol. Rodrigo Cezar recebeu o lançamento na área e bateu na saída de Felipe Longo para abrir o placar. O zagueiro corinthiano ainda tentou afastar o perigo em cima da linha, mas não chegou a tempo.

Logo após a saída de bola, o Santos ampliou. O cruzamento vindo da direita foi desviado por Felipe Longo, mas sobrou com Gabriel Bontempo, que bateu sem goleiro e fez o 2 a 0.

Com 15 minutos, Felipe Longo teve participação essencial para que o terceiro gol adversário não acontecesse. Deivid conseguiu bom passe para Matheus Lima na entrada da área, ele dominou, invadiu e bateu na saída do arqueiro corinthiano, que fez boa defesa e colocou a bola em escanteio.

A equipe corinthiana tentava suas jogadas, mas tinha pouco espaço. O Santos, por sua vez, tinha maior posse de bola e pressionava bastante o Timão. Assim, não demorou para que o terceiro gol acontecer. Deivid fez boa jogada pela direita, venceu Willian e Caio e cruzou na pequena área para Rodrigo Cezar marcar mais uma vez.

O Corinthians voltou a chegar no gol adversário com 22 minutos de jogo. Caio fez a jogada pela esquerda e bateu de longe, mas Rodrigo Falcão fez a defesa sem dificuldades. Minutos depois, o Santos respondeu em jogada parecida e Souza chutou de fora da área, mas mandou por cima do gol corinthiano.

A equipe alvinegra conseguiu um pequeno respiro com quase 30 minutos e foi ao ataque mais uma vez. Depois da jogada de Caio, Bahia foi acionado na entrada da área e finalizou forte, mas por cima do gol.

Com 36 minutos, Felipe Longo fez milagre e evitou o quarto gol santista. Deivid recebeu o passe em velocidade, ganhou de Willian na corrida e bateu na saída do goleiro alvinegro, que fez grande defesa e colocou a bola em escanteio. Na cobrança, a defesa afastou o perigo.

Já nos minutos finais, a equipe do Parque São Jorge teve falta para cobrar na entrada da área e Guilherme bateu direto, mas por cima do gol. Já nos acréscimos, Juninho deu o último chute corinthiano ao gol e exigiu de Falcão uma defesa no canto, colocando a bola em escanteio. Na cobrança, o Timão diminuiu o placar. A bola levantada na área foi cabeceada por Gabriel Moscardo, que ainda viu a bola desviar na trave antes de morrer no fundo da rede.

Segundo tempo

O Corinthians voltou para o segundo tempo com uma alteração: Leo Agostinho entrou no lugar do Bahia. E o corinthiano precisou de menos de cinco minutos para mudar a postura da equipe na partida. O camisa 19 recebeu o passe me velocidade, invadiu a área e foi derrubado com pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e bateu no canto direito do goleiro, que caiu certo e fez a defesa. Guilherme ainda teve a oportunidade do rebote, mas mandou para fora.

Apesar da chance perdida, o Corinthians tinha melhor participação neste segundo tempo e logo marcou seu segundo gol. O cruzamento de Caipira na área encontrou Guilherme, que bateu de primeira e estufou a rede adversária.

Pouco depois, Caipira fez nova jogada pela esquerda e bateu cruzado, obrigando Falcão a fazer a defesa e colocar a bola em escanteio. Na cobrança, a defesa afastou o perigo. Depois disso, o Santos teve boa oportunidade com Deivid, mas o atacante foi bem desarmado pelo zagueiro corinthiano dentro da área.

Com 15 minutos, Felipe Longo teve outra participação importante. Deivid foi lançado em velocidade e o goleiro corinthiano precisou deixar o gol para fazer nova defesa, colocando a bola em escanteio. na cobrança, o ataque santista desviou por cima do gol.

O Corinthians era melhor no segundo tempo e teve oportunidades para empatar a partida, mas não converteu e viu o Santos fazer seu quarto gol. Rodrigo fez a jogada pela direita e cruzou na pequena área para Gabriel Bontempo. A bola passou por Felipe Longo e o adversário só precisou tocar para o fundo da rede.

No minuto seguinte, o quinto gol santista aconteceu. Deivid invadiu a área e foi desarmado, mas mesmo caído conseguiu tocar a bola para Matheus Lima desviar para o fundo da rede. 5 a 2 para os donos da casa aos 21 minutos do segundo tempo.

O Corinthians tentou a resposta rápida em cobrança de falta e a bola levantada na área foi desviada pelo alto, mas passou raspando na trave e saiu pela linha de fundo. Se o Timão perdeu sua chance, o Santos não. Deivid recebeu no meio da defesa, invadiu a área e tirou Felipe da jogada para fazer o sexto gol dos mandantes.

Pouco depois do gol, o técnico corinthiano fez mais três mudanças na equipe: Pedro Gomes, Yago e Vitor Oliveira entraram em campo nos lugares de Guilherme, João Victor e Caipira. O primeiro deles, inclusive, precisou de pouco tempo para ter boa participação no jogo. Pedro recebeu o passe na esquerda e cruzou na área para Moscardo marcar mais uma vez e fazer o terceiro gol corinthiano.

Com 35 minutos, o treinador alvinegro mexeu mais uma vez na equipe e colocou Yuske no lugar de Willian. Logo após, a equipe santista fez cobrança de escanteio, a bola foi desviada de cabeça e Felipe fez a defesa em cima da linha.

Na jogada seguinte, o Timão chegou ao quarto gol. Gabriel Moscardo recebeu o passe, viu a defesa abrir espaço e chutou de longe para marcar um golaço. 6 a 4 no marcador.

Já perto dos minutos finais, o Corinthians diminuiu para um gol a diferença no placar. Leo Agostinho ficou com a bola na área após um bate rebate e tocou no canto para fazer o quinto gol corinthiano na partida. O Santos teve a oportunidade de confirmar a vitória com dois gols de diferença com Kenay dentro da área no chute alto, mas Felipe cresceu e fez a defesa.

Veja mais em:
Corinthians Sub-17, Base do Corinthians e Campeonato Brasileiro.

#Corinthians #tenta #mas #derrotado #pelo #Santos #jogo #gols #Brasileiro #Sub17

Leave a Comment

Your email address will not be published.