Corinthians supera o Flamengo e larga em vantagem na semifinal do Brasileiro Sub-20

Neste domingo, o Corinthians deu início ao confronto de 180 minutos contra o Flamengo, pela semifinal do Campeonato Brasileiro Sub-20. Em duelo disputado na Arena Barueri, o Timãozinho largou na frente na disputa com uma vitória por 1 a 0. O gol foi marcado pelo zagueiro Murillo.

A partida foi de muita disputa para ambos os lados, que entraram no jogo com diferentes propostas. O Flamengo chegou a estabelecer superioridade nos primeiros minutos do jogo, mas viu o Corinthians igualar o volume de jogo na segunda etapa.

A definição da vaga na finalíssima acontece no próximo domingo, às 16h. O mando, é claro, pertence ao Flamengo, que fez melhor campanha na primeira fase.

Anota aí, Fiel! O Corinthians volta a campo com seu time Sub-20 na próxima quarta-feira, pelo Paulistão da categoria. O adversário da vez é o Santos, às 15h na Fazendinha.

O jogo

Escalação

O técnico Danilo mandou a campo uma equipe próxima de sua força máxima. As principais ausências ficaram por conta de Robert Renan e Giovane, ambos já integrados ao elenco de Vítor Pereira no profissional.

A escalação inicial teve Kauê; Léo Mana, João Pedro, Murillo e Vitor Meer; Zé Vitor, Matheus Araújo e Pedrinho; Kayke, Biro e Arthur Sousa.

Meu Timão

Primeiro tempo

Logo no primeiro lance do jogo, a defesa do Corinthians assustou os torcedores presentes na Arena Barueri. O goleiro Kauê tentou sair jogando e foi desarmado por Mateusão, na lateral da grande área. O atacante do Flamengo arrematou para o gol livre, mas viu Murillo interceptar o chute em cima da linha, com a cabeça.

A pressão inicial do Flamengo também se mostrou presente aos cinco minutos. Mateusão deu bela finta na entrada da área e rolou para Werton, que ficou cara a cara com Kauê. O atacante do Flamengo pegou mal na bola e chutou por cima da meta. Pouco depois, ele repetiu a jogada na entrada da área e parou no goleiro do Timão.

A resposta corinthiana veio três minutos depois. Arthur Sousa superou Cleiton no pivô e arrancou em velocidade. Na sequência, o centroavante buscou cruzamento rasteiro para Pedrinho, que não alcançou.

O domínio flamenguista persistiu e foi ganhando força com o passar dos minutos. Aos 12, Matheus França deu lindo chute da entrada da área e parou em linda defesa de Kauê, praticamente rente à trave.

Kauê, inclusive, foi o principal nome da partida em seus primeiros momentos. Após duas boas participações em chutes de fora da área, o camisa 1 do Corinthians fez milagre à queima-roupa em chute de Mateusão.

O primeiro chute a gol do Corinthians aconteceu somente aos 19 minutos da primeira etapa. Pedrinho cruzou para Arthur Sousa, que forçou a defesa adversária a rebater para a entrada da área. Na sobra, Zé Vitor pegou de primeira e mandou pela linha de fundo.

Com os ânimos acalmados após os primeiros minutos de sufoco, o Corinthians chegou a criar duas chances claras consecutivas. Arthur Sousa recebeu de Pedrinho e ficou cara a cara com o goleiro, na entrada da pequena área. O camisa 9 do Timão fuzilou com força, mas parou em bela defesa do arqueiro com o peito.

Na jogada seguinte, foi a vez de Biro levar perigo. O camisa 10 do Corinthians deu belo voleio na entrada da área e parou no arqueiro do time visitante. Léo Mana também buscou chutar de fora da área e levou perigo, já na parte final.

Segundo tempo

O Corinthians voltou para o segundo tempo com uma troca em relação ao time titular que iniciou a partida. No meio de campo, Zé Vitor deu lugar a Riquelme, para aprimorar o sistema defensivo do time alvinegro.

Taticamente, o time de Danilo também veio modificado. Guilherme Biro e Pedrinho trocaram de posição, de modo que o camisa 10 do Timão passou a atuar como uma espécie de segundo atacante, muito próximo de Arthur Sousa, na referência.

O time do Flamengo se manteve como dono das principais ações de ataque. O capitão Daniel Cabral chegou a dar bom chute de fora da área, o qual Kauê precisou “desviar com os olhos” à linha de fundo.

As raras escapadas do Corinthians perderam ainda mais sua periodicidade ao longo da etapa final. O Flamengo, dono da bola na maior parte do tempo, foi capaz de matar a criatividade corinthiana já na saída de bola, o que induziu o time de Danilo a buscar Arthur Sousa com mais ligações diretas

Na primeira escapada com mais volume, Guilherme Biro quase abriu o placar. O camisa 10 do Corinthians trouxe para seu pé esquerdo e bateu com muita força, na rota do gol. O desvio no bloqueio adversário, porém, impediu o tento.

Personagem importante do primeiro tempo, Kauê não esteve ausente na partida ao longo da segunda etapa. O arqueiro do Timão brecou finalização cara a cara do atacante Werton após falha na defesa do Timão.

E o Corinthians abriu o placar em uma jogada que pouco utilizou durante a partida. Em cobrança de falta lateral, Guilherme Biro bateu com perfeição na primeira trave e encontrou Murillo, que completou de bico para as redes.

Logo após o gol, o técnico Danilo mexeu em sua equipe para superar a adversidade do cansaço. Felipe Augusto e Higor entraram nas vagas de Arthur Sousa e Kayke, para aumentar a velocidade do Corinthians nos contragolpes.

O juiz apontou cinco minutos de acréscimo após os 90 iniciais. E o placar ficou em 1 a 0 para o Corinthians

#Corinthians #supera #Flamengo #larga #vantagem #semifinal #Sub20

Leave a Comment

Your email address will not be published.