Corinthians perde para a Ferroviria no Paulista Feminino em partida marcada por presena da base

O Corinthians enfrentou a Ferroviária na noite desta quarta-feira e conheceu sua primeira derrota no Paulistão Feminino. Pela terceira rodada, o Timão foi superado pela equipe de Araraquara por 2 a 1 no Nogueirão, em Mogi das Cruzes.

A equipe alvinegra teve uma postura bastante defensiva desde os primeiros minutos da partida. O Timão se manteve bem e segurou por bastante tempo o empate, mas viu a Ferroviária abrir o placar ainda no primeiro tempo. De volta para a segunda etapa, o Corinthians logo empatou o jogo, mas sofreu com o cansaço de suas atletas e acabou sofrendo o segundo gol.

Agenda alvinegra: agora é Dérbi! O Corinthians volta a campo na tarde do próximo sábado, dia 27. A equipe alvinegra enfrenta o Palmeiras, às 14h, na Neo Química Arena, na primeira semifinal do Brasileiro.

Escalação

Diante de muitos desfalques e da necessidade de ter uma equipe forte para a decisão de sábado, Arthur Elias recorreu à base alvinegra. Assim, o Corinthians teve suas primeiras atletas da base como titulares em uma partida da equipe profissional.

O Timão foi a campo com Tainá, Lívia, Bell, Mariza, Amanda Vital e Gabi Medeiros; Julia Brito, Miracatu, Miriã e Mylena; Carioca.

Meu Timão

O jogo

Primeiro tempo

A primeira oportunidade do jogo foi da Ferroviária, mas não levou muito perigo ao gol de Tainá. Em cobrança de falta, a bola foi levantada na área e Luana conseguiu o desvio, mas a goleira alvinegra fez a defesa sem dificuldades. Nos primeiros momentos da partida, o Corinthians se postou em campo de maneira mais defensiva, se concentrando no campo de defesa.

O Timão teve sua primeira chegada com cerca de oito minutos, quando Mylena tentou em contra-ataque, mas foi derrubada em falta na entrada da área. A cobrança foi de Mariza, mas a bola saiu por cima do gol, sem levar perigo. A Ferroviária tentou a resposta rápida em cobrança de escanteio, mas o desvio de primeira saiu direto pela linha de fundo.

A equipe alvinegra via o time de Araraquara ter maior posse de bola e buscar espaço no campo de ataque. Mesmo assim, o Timão se postava bem na defesa e pouco deixava que as adversárias jogassem, o que as obrigava a arriscar chutes de longe.

Com cerca de 20 minutos, a Ferroviária conseguiu espaço para cruzar a bola na área. Laryh tentou de cabeça, mar furou e Tainá ficou com ela. O Corinthians respondeu rápido com Miriã no ataque. A camisa 15 recebeu na área, girou e bateu no canto, mas mandou para fora.

Depois de muito ver a Ferroviária ficar com a bola, mas sem levar perigo, o Corinthians teve sua meta vazada. Em cobrança de escanteio, a bola foi parcialmente afastada e Suzane ficou com a sobra para bater de longe, alto, sem chance de defesa para Tainá.

Os minutos seguintes foram também de posse da Ferroviária, que seguia buscando espaço pelo chão, mas ainda não tinha sucesso. Assim, Luana tentou o chute de longe, mas mandou a bola para fora. Pouco depois, pela esquerda, as adversárias voltaram a chegar em jogada na linha de fundo, mas Bell cortou em escanteio.

Os minutos finais não foram de muitas oportunidades para nenhuma das equipes. O Corinthians seguiu se portanto bem na defesa e as equipes foram para o vestiário com o 1 a 0 no placar em favor das visitantes.

Segundo tempo

Em busca de melhorar a presença alvinegra em campo e dar mais oportunidade ofensiva ao time, o técnico Arthur Elias voltou para o segundo tempo com uma alteração. O treinador colocou Bianca Gomes no lugar de Carioca.

Assim que a bola começou a rolar, por sinal, o Corinthians já mostrou mais participação ofensiva. Uma troca de passes entre Bianca e Miriã levou perigo e a bola saiu em lateral. Na cobrança, a equipe chegou ao empate em um golaço de Miracatu. A camisa 31 recebeu o passe na direita e bateu alto no canto invertido para deixar tudo igual.

Depois do gol alvinegro, a equipe cresceu e equilibrou as ações ofensivas da partida. Com dez minutos, o Corinthians teve boa oportunidade em contra-ataque conduzido por Bianca e Miriã. A dupla foi trocando passes até que a camisa 77 chutou de longe, mas mandou a bola para fora.

Cinco minutos mais tarde, em cobrança de falta, corinthiana, a bola foi levantada na área adversária. A defesa afastou parcialmente e Miracatu ficou com a sobra na entrada da área para bater de primeira, mas mandou para fora.

Pouco antes dos 20 minutos, o treinador corinthiano mexeu na equipe mais uma vez. Cansada, Miracatu deixou o campo para a entrada de Paulinha. Agora no banco de reservas, a camisa 31 recebeu o carinho de Arthur Elias pelo gol marcado.

Logo após a alteração, a Ferroviária marcou seu segundo gol. Em cobrança de escanteio, Laryh venceu Tainá pelo alto e desviou a bola para o fundo da rede. Cinco minutos mais tarde, Arthur Elias mexeu na equipe pela última vez: Manu Olivan entrou em campo no lugar de Mylena.

Aos 33 minutos, o Corinthians cobrou falta direto na área da Ferroviária, mas a bola passou por todos mundo e sobrou com a goleira Luciana. Minutos depois, em contra-ataque corinthiano, Bianca Gomes chutou de longe e obrigou a arqueira adversária a cair e fazer a defesa no canto esquerdo.

O Corinthians voltou a se manter em maior parte do tempo no campo de defesa e a Ferroviária tinha a posse de bola em seu domínio. Já nos minutos finais, a troca de passes da equipe adversária abriu espaço na entrada da área e Raissa bateu alto, mas mandou para fora.

O Corinthians ainda teve uma última oportunidade pela direita, mas no cruzamento de Miriã a bola foi afastada pela defesa. A sobra ficou com Bell, mas a zagueira foi desarmada no momento da finalização. Assim, o jogo chegou ao fim com vitória adversária.

Veja mais em:
Corinthians Feminino, Campeonato Paulista e Base do Corinthians.

#Corinthians #perde #para #Paulista #Feminino #partida #marcada #por #base

Leave a Comment

Your email address will not be published.