Willian admite passagem abaixo no Corinthians, entende frustrao da Fiel e comenta relao com VP

A segunda passagem de Willian pelo Corinthians durou 347 dias. O jogador rescindiu o contrato com o clube do Parque São Jorge nesta semana, após a eliminação na equipe na Libertadores. Em entrevista exclusiva ao Meu Timão, o meia fez uma análise de seu desempenho no último ano.

Os números sem dúvida nenhuma poderiam ser melhores, pela minha qualidade, pelo meu potencial. Eu nunca fui um jogador de fazer 20 ou 30 gols por temporada, mas com certeza os números poderiam ser melhores. A questão do desempenho, eu creio que o desempenho, a produtividade pelo time, sempre esteve lá. Um ou outro jogo a gente não esteve bem tecnicamente, mas quando eu digo desempenho e produzir com o time, tem várias situações”, admitiu Willian.

“Meu estilo de jogo é sempre arrancar, quebrar linhas, iniciar jogadas, deixar o companheiro na cara do gol, finalizar também. Creio que essa minha passagem aqui eu finalizei muitas vezes, mas não o tanto que poderia, mas são circunstâncias de jogo, você acaba não encontrando espaço pra finalizar, as vezes a marcação dobra, enfim. Acho que os números não foram o que realmente, acho que não só eu, mas todo torcedor, esperava. Mas desempenho eu sempre procurei desempenhar o meu melhor futebol, acho que o desempenho sempre esteve lá. Um ou outro jogo ruim, mas na maioria acredito que fiz bons jogos”, completou o jogador.

Willian chegou ao Corinthians sem um histórico preocupante de lesões. Contudo, o jogador chegou a ser baixa frequente da equipe alvinegra em razão de diferentes contusões. O atleta teve problemas na coxa, quadril, tornozelo e ombro, por exemplo.

Atrapalha bastante (as lesões). Quando eu cheguei já tive aquela lesão na posterior da coxa. Esse ano tive lesões de pancada, uma no quadril, que nunca tinha me dado uma lesão dessa. Depois tive uma no tornozelo, depois de uma entrada, torci o tornozelo e essa do ombro também. Então assim, sem dúvida nenhuma, acabou atrapalhando um pouco, porque estava bem aí vinha a lesão. Voltava, crescia de novo, ficava fora de novo. Então isso atrapalhou um pouco também né. Enfim, nem o Corinthians é culpado, nem eu sou culpado. Não dá pra controlar, sempre me cuidei, continuo me cuidando, mas são coisas que acontecem no futebol”, afirmou o jogador.

Willian, na mesma entrevista ao Meu Timão, expôs seus motivos de deixar o clube do Parque São Jorge. O atleta revelou bastidores da despedida e deixou um recado à Fiel. Além disso, o ex-camisa 10 também falou sobre sua relação com Vítor Pereira.

Nunca tive nenhum problema com ele (Vítor Pereira). Nunca tive problema com ninguém do clube. Realmente o fato da minha saída não tem nada a ver com o clube, não tem nada a ver com as pessoas, com o treinador, com a comissão técnica, com os jogadores. Não tive nenhum problema com ele”, enfatizou Willian, que também disse não ter seu futuro definido.

Ainda não (tem um novo clube). Agora que eu vou começar a fazer reuniões com meu empresário, pensar junto com a minha família de qual vai ser o destino. A preferência é pela Europa. Claro que a Inglaterra é um lugar que a família foi feliz, se sente bem, nós gostamos muito de lá. Mas a preferência é pela Europa”, pontuou o jogador, que recebeu sondagens do Fullham, da Inglaterra.

Criado na base do Corinthians e com toda sua família como torcedora do clube, Willian explicou como seus familiares, em especial seu pai, reagiram à decisão da saída.

“Acho que todos sabem, no dia que eu chego no Corinthians, ali no Parque São Jorge, ele me recebe, fica até emocionado, mas ele entendeu também a situação, me apoiou também na minha decisão. Acho que assim, nessa hora, a família, o pai, quer o melhor pro filho, então ele entendeu completamente. É claro que todos nós ficamos tristes por sair do clube dessa forma, eu sou corinthiano, meu pai, toda a família é corinthiana, mas era a única solução de poder proteger minha família, minha esposa, minhas filhas, mas também meu pai, minha irmã. É uma forma de proteger eles também”, afirmou.

Willian, vale lembrar, chegou ao Corinthians para a segunda passagem em 30 de agosto de 2021. O jogador foi apresentado como reforço do clube na Neo Química Arena, estádio do Timão. Sempre bem recebido em Itaquera, o ex-camisa 10 revelou como imagina ser recebido no local após a saída precoce do clube.

Creio que, de repente, com um pouco de frustração por parte dos torcedores, por eu estar saindo do clube. Mas creio que muitos também estão entendendo o meu lado, a minha situação também. Claro que muitos torcedores vão falar que eu sou covarde, vão me bater, falar que eu sou pipoqueiro, falar que estou arrumando desculpa pra sair do clube, falar que é mimimi, enfim, têm todo direito de criticarem, mas realmente não é. Os fatos estão aí, todo mundo sabe, mas creio que uma boa parte pode ficar triste pela minha saída, mas quero dizer que não tem nada a ver com esses torcedores que sempre me apoiaram, me aplaudiram. Sou muito grato a eles”, encerrou Willian.

Willian deixa o Corinthians 86 jogos e três gols se somadas as duas passagens. No último ano, o jogador disputou 45 partidas e marcou um tento. Antes da rescisão contratual, o vínculo do atleta com o clube era válido até o final de 2023. O clube já busca um substituto para o jogador.

Veja mais em:
Willian, Vtor Pereira, Diretoria do Corinthians e Torcida do Corinthians.

#Willian #admite #passagem #abaixo #Corinthians #entende #Fiel #comenta

Leave a Comment

Your email address will not be published.