Londrina x Cruzeiro: rbitro relata na smula confuso com PM aps o jogo

foto: Staff Images/Cruzeiro

Smula de Londrina x Cruzeiro tem confuso ps-jogo relatada

O rbitro Marcelo de Lima Henrique (CE), responsvel pela arbitragem do jogo entre Londrina e Cruzeiro, fez apenas um breve resumo da confuso envolvendo os jogadores da Raposa e a Polcia Militar do Paran, ao fim da partida dessa tera-feira (9/8), no Estdio do Caf, pela 23ª rodada da Srie B do Campeonato Brasileiro. No entanto, ele no relatou na smula a motivao do desentendimento. 

 

Embora parte da confuso tenha sido registrada pela transmisso da partida, Marcelo de Lima s fez um resumo do ocorrido. No documento, o rbitro no citou dois fatos importantes: a revolta dos jogadores do time mineiro contra a equipe de segurana do estdio e o uso de gs de pimenta por parte da polcia. 

 

“Informo que aps o trmino da partida, enquanto a equipe visitante (Cruzeiro) dirigia-se para seu vestirio, alguns jogadores da equipe se dirigiram ao porto que d acesso s cabines de transmisso, necessitando serem contidos pelas foras de segurana (seguranas e policiamento)”, registrou. 

 

 

Tentativa de invaso

 

 

“Eles esto falando que eu fiz “tchauzinho’ (para a torcida do Londrina), mas no fiz. Eu vibrei com o gol do Cruzeiro, gente, apenas isso”, disse o radialista, em referncia ao gol marcado por Rodolfo, que garantiu a virada do Cruzeiro nos acrscimos do segundo tempo. 

 

“Est difcil aqui. Esto tentando bater na porta, j arremessaram coisa aqui na cabine. Est difcil. No tem como eu sair daqui, no tem jeito, est difcil. Esto tentando entrar aqui na cabine, gente. Pelo amor de Deus!”, completou.

 

Londrina x Cruzeiro: fotos da partida pela Srie B

 

 

Agresso a jogador do Cruzeiro

 

Reprter de campo da rdio, Emerson Pancieri relatou que, em seguida, jogadores do Cruzeiro saram do vestirio e tentaram ajudar Pequetito Reis a impedir a invaso dos torcedores cabine.

 

O jornalista afirmou que a PM, ento, acertou com cacetetes um nutricionista celeste e o volante Machado, alm de ter jogado gs de pimenta nos atletas do Cruzeiro.  

 

Em seguida, Pancieri entrevistou o atacante Luvannor, que relatou o que ocorreu. “A torcida dos caras (Londrina) est fechando o cara (Pequetito). Quatro jogadores nossos foram, mas l tem torcida dos caras. So 50 contra quatro”, iniciou.

 

“Policial foi covarde. Ns no queramos entrar. Ele, nas costas, deu uma cacetada no jogador nosso. Sacanagem, covardia, covardia. Poxa, coisa feia. Tem necessidade!? Ganhamos o jogo. A polcia no pode fazer isso, cara. Eles tm que vir aqui para acalmar. O cara desce o cacetete, covardia do c***”, reclamou Luvannor.

 

Depois de alguns instantes, Pequetito Reis voltou a participar da transmisso e acalmou quem o escutava. “Estou bem. Se o Flavinho (da equipe da rdio) no corre rpido e coloca um banco como proteo, como anteparo, eles tinham invadido a nossa cabine. Ns estamos bem”, disse.


#Londrina #Cruzeiro #relata #jogo

Leave a Comment

Your email address will not be published.